É um ser intuitivo?

É um ser intuitivo?

Dicas para seguir a sua intuição no dia a dia


Segundo o Dicionário da Língua Portuguesa Intuição é: “Percepção instintiva. Conhecimento imediato. Pressentimento da verdade.” Com que frequência recorre à sua intuição para avaliar o seu dia a dia: planos, objetivos, relação com pessoas, monitorizar tarefas, gestão dos conflitos e dos sentimentos?
«A intuição é um sexto sentido e uma das competências espirituais menos valorizada. É a percepção humana (consciência) que explora a existência e a conexão com um mundo paralelo espiritual - Poder Superior / Espírito Criador, sem dogmas e/ou divindades, imaterial e único, e que reforça a qualidade do relacionamento com as outras pessoas.
Quando sobrevivemos a algo doloroso, afirmamos “Sobrevivi…, foi graças a Deus”. Na realidade, não foi, naquela altura houve uma conjugação de fatores complexos, internos e externos, que contribuíram para que você sobrevivesse e ultrapassasse a adversidade. Todavia, se você considerar que Deus também deu uma ajuda, isso é OK.
 A intuição também é um mecanismo empírico de alerta (sobrevivência) para os perigos eventuais ou reais. Perante o perigo reagimos de uma determinada maneira onde seguimos a consciência». Excerto retirado do Retiro Espiritual Online
A intuição é uma competência que é necessário identificar (o quê) e aprender (como) a valorizar no dia a dia. Afinal a vida é difícil, nesse sentido são necessárias as competências e recursos que nos permitam fazer a gestão das nossas emoções e problemas perante a adversidade e o imprevisto. É através deste processo que adquirimos autonomia e mestria.
Dicas para investir na sua intuição
- Seja honesto/a com os seus sentimentos e respeite os sentimentos dos outros.
- Pratique a empatia: avalie a situação colocando-se nos sapatos dos outros. Em determinada situação você faria a mesma coisa?
- Avalie diariamente os seus pressentimentos e perceções perante determinadas situações: Treine o seu palpite através do pressentimento, da convicção e da suposição.
- Pratique introspecção, dialogo interior (auto crítica, auto afirmação, meditação, oração)
- Seja um ser criativo: explore os seus erros, em retrospetiva, e o que aprendeu com isso.
- Desenvolva o ouvir activo: oiça para além das palavras, daquilo que é dito. O que é que a pessoa está a querer dizer? Em dúvida, faça perguntas, não tire conclusões precipitadas baseadas em preconceitos e/ou estereótipos.
- Descreva uma situação onde identificou a sua intuição em acção na última semana.
Recorda-se de coisas que tenha tentado fazer, mas que por um conjunto de situações tenha adiado, por exemplo, ter considerado ser uma perda de tempo e depois ficado arrependido/a?
Durante esta semana dê especial ênfase à sua intuição e confie em si!

  • João Alexandre Rodrigues
  • Addiction Counselor

Comentários

Mensagens populares deste blogue