Só por hoje, qual é o plano para o seu dia?

Procure libertar-se das suas expectativas irreais e da pressão
No dia a dia, o tempo disponível nunca é suficiente, isso é preocupante.

Vivemos e antecipamos cenários catastróficos, que na realidade nunca chegam a acontecer, que causam ansiedade, sofrimento e preocupação – ex. doses excessivas de zelo e stress.

Sobrecarregamos as nossas agendas e evocamos valores morais e éticos, quando na realidade fugimos aos nossos sentimentos e ligamos o “piloto automático”. Na prática, são expectativas irreais. Exigimos a perfeição. Ficamos de tal maneira disfuncionais e emersos neste tipo de pensamento negativo e destrutivo que afeta negativamente a nossa qualidade de vida.

Vivemos em alerta constante. Não podemos “baixar a guarda” é necessário estar atento e em vigília constante, como se a nossa segurança e sobrevivência depende-se disso, como se a vida, fosse um campo de batalha. Antecipamos e controlamos, incrédulos, desconfiados e impotentes, um futuro negativo. Será um investimento justificado à nossa sanidade mental?

De que forma a sua expectativa excessiva pode estar descontextualizada com a realidade? Isto é, vive com expectativas pela pressão que coloca nos seus “ombros”? Um peso adicional a ser transportado, a todo o custo. De preferência, sozinho/a; trabalho, dinheiro, família, crise, patrão, filhos, doenças, etc.

Divida a sua agenda (plano do dia) em duas categorias em relação às suas prioridades.
1- Urgente. Coisas prioritárias
2- Importante. Coisas que podem esperar, menos importantes.

No seu plano de Hoje, o que é urgente? E o que é importante? Em vez de viver preocupado com o futuro e com a sua “sobrevivência”, monitorize a seu diálogo interior (pensamentos e sentimentos). Viva melhor e faça escolhas saudáveis. Identifique a frequência com que utiliza as palavras “Tenho…” e “Devo…”. Substitua as palavras “Tenho…” e/ou “Devo…” por “Opção…” ou “Escolher…”

Um dia de cada vez, procure libertar-se das suas expectativas irreais e da pressão. Um dia de cada vez, liberte-se da sensação utópica do controlo. Um dia de cada vez, viva o momento (inspire e expire). Viva o presente, porque tudo aquilo que precisa de ter para se sentir bem está neste momento ao seu alcance. Seja honesto/a e mantenha-se focado na organização e no planeamento daquilo é essencial e humanamente possível, HOJE.

Exclusivamente para si, boa semana, um dia de cada vez!

João Alexandre Rodrigues
Addiction Counselor

Comentários

Mensagens populares deste blogue