A expetativa

 

As nossas expetativas em relação aos outros são muitas vezes irreais

A expetativa

Segundo o Dicionário da Língua Portuguesa, a palavra expetativa é: “Esperanças baseadas em supostos direitos, probabilidades, pressupostos ou promessas”. Creio que um dos fatores que mais interfere, negativamente, nos relacionamentos (e na comunicação honesta) é a expetativa. A nossa expetativa em relação ao outro. Na maioria, das vezes, a nossa expetativa (preconceito e esteretipo) em relação ao outro é errada e irreal. E isso acarreta frustração e desilusão que, por sua vez, se repercute nos relacionamentos e gera conflitos insolúveis. Sentimo-nos enganados e defraudados, pelas nossas próprias ideias e sentimentos. E, se tivéssemos coragem suficiente, iriamos reconhecer que culpamos o outro pela nossa própria desilusão (expetativa).
Algumas das nossas expetativas, baseadas em crenças, experiencias e convicções projetam no outro  algo que ele/a não é: só vemos e ouvimos aquilo que nos interessa.
Será que aquilo que ouvimos é realmente aquilo que o outro está a dizer, ou fazemos interpretações erradas e tiramos conclusões precipitadas sobre o certo e o errado?
O que é que aprendeu sobre as expetativas que colocou nas pessoas à sua volta? Qual foi o resultado prático? Como é quevocê se sente quando colocam expetativas irreais sobre si?

Dica
Reduza as suas expetativas ao mínimo possível em relação aos outros. Isso não significa que não pondere e reflita sobre o comportamento de determinadas pessoas significativas; mas não tire conclusões precipitadas baseadas nas suas interpretações/sentimentos. Avalie as pessoas por aquilo que elas são e fazem, de preferência coisas concretas (factos).
Quando tiver dúvidas sobre determinado comportamento, faça questões e perguntas abertas. Encoraje o outro a expressar as suas ideias e sentimentos. A melhor forma de obtermos as respostas que procuramos é fazer perguntas (certas e objetivas) sobre assuntos específicos. Faça esta pergunta: “Como é que te sentes?” Arranje uma plataforma de entendimento na comunicação onde ambas as partes são ouvidas e cada um pode expressar aquilo que sente.
Reduzir as expetativas requer prática, coragem e confiança – crescimento emocional.
Não faça aos outros aquilo que não gostaria que fizessem a si. Não é possível controlar os outros, nesse sentido controle-se a si mesmo. Não evoque o amor para justificar a sua insegurança, desonestidade e a necessidade de controlar.

Desafio
Esta semana viva de acordo com as suas expetativas, mas em relação ao seu próprio comportamento, em vez de colocar as expetativas irreais nos outros.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Como criar um terraço mediterrânico