Depois de um dia de trabalho…

Considera que o cansaço extremo e a exaustão afetam negativamente as suas decisões positivas?

Depois de um dia de trabalho…
Por exemplo, após um dia inteiro e intenso de trabalho. A resposta é, obviamente, sim. Então se sabemos que as decisões não são as melhores, porque é que continuamos a tomar as mesmas decisões sabendo que não acrescentam valor, pelo contrário, as consequências são negativas a médio e a longo prazo para a saúde física, emocional e espiritualmente?
Imagine este cenário. Um dia inteiro de trabalho intenso e exaustivo. Neste dia, trabalhou para além da hora normal de expediente. Ultrapassou as 8 horas de trabalho. Não parou um minuto. Esteve todo o dia absorvida em pensamentos sobre as suas tarefas, estratégias, organização, prazos, objetivos, competências, discutiu com o seu diretor e/ou com o seu colega. Agora imagine uma semana ou um mês de trabalho sob as mesmas circunstâncias. Como é que você se compensa do cansaço diário?
Acha que, após o dia intenso e cansativo, quando chegar a casa vai seguir o seu plano de alimentação saudável? Acha que não vai optar por ingerir bebidas alcoólicas? Não vai fumar mais cigarros do que o habitual? Vai ter competências para comunicar com o seu esposo, parceiro, filhos, família? Vai querer enfiar-se no ginásio e/ou calçar umas sapatilhas para ir correr? Ou vai optar pela pizza de queijo e refrigerantes açucarados, pelo hambúrguer e batatas fritas, pelas bebidas alcoólicas, fumar mais do que o habitual e vai refugiar-se, isoladamente, em frente ao computador ou da TV, das pessoas com quem coabita, ou fazer compras impulsivas porque merece e não quer saber de mais nada?
Podemos fazer batota, boicotando o nosso plano saudável, porque tomamos decisões e mais decisões, umas atrás das outras, sem limite ou parar e assim esgotar todas as nossas energias, com a agravante de sabermos de antemão que não existe um plano com objetivos específicos saudáveis, simples e diários. Por exemplo, se sabemos que vamos ter um dia muito stressante, necessitamos de planear com antecedência o que pretendemos fazer no final do dia em relação à nossa saúde, à nossa família e a cuidar de nós o melhor possível, sem fazer batota e auto enganos.
Eis alguns dos auto enganos (pensamento negativo automático) mais comuns após um período intenso e cansativo que visam reforçar o boicote:
- “Faço amanhã, prometo”.
-  “Hoje tive um dia muito cansativo mereço comer/beber/fumar/comprar, isolar, etc…”
- “Hoje correu tudo mal, não quero saber…”
Sabia que quando estamos exaustos ficamos mais expostos aos impulsos e às emoções intensas devido à carência das nossas competências cognitivas executivas?
Algumas competências cognitivas mais comuns:
- Comportamentos orientados para objetivos específicos e auto motivacionais.
- Capacidade para resolver problemas e gestão das emoções intensas.
- Tomada de decisões: decisões realmente importantes ou decisões realmente disfuncionais.
Dica
Planeie as suas atividades saudáveis com antecedência, comprometa-se com os objetivos e pessoas. Não é a sua personalidade que muda, são as suas prioridades. Definir prioridades, por exemplo, pedir ajuda a alguém e/ou fazer um plano diário com lembretes no telemóvel, no computador sobre os seus objetivos a atingir.
Votos de uma semana cheia de mimo com base em decisões saudáveis e construtivas. Evite tomar decisões para se mimar que contemplem álcool, drogas, comida, compras impulsivas.
  • João Alexandre Rodrigues
  • Addiction Counselor

Comentários

Mensagens populares deste blogue