Todas as tarefas de setembro - Plantas

É o regresso ao trabalho e o regresso aos trabalhos... no jardim!

Todas as tarefas de setembro
Setembro é, por excelência, o mês do regresso aos seus canteiros. Após as férias, há muito a fazer para que a próxima primavera seja um autêntico paraíso floral.
Entre a recolha de folhas e sementes, correções do solo e plantações, cuidados não faltam. Veja tudo o que tem de fazer para que o seu jardim não perca o esplendor que ostentou nos últimos meses.
Confira também o que deve empreender no mês das vindimas para que as suas plantas, árvores e flores enfrentem eficazmente o frio e a chuva que se avizinham.

Aproveite setembro para transplantar

Saiba por que deve transferir já as suas plantas do vaso para o jardim

Aproveite setembro para transplantar
A partir de meados deste mês, aproveite e comece a plantar novas espécies.
Como não faz tanto calor, não existe o perigo de secarem e, além disso, o solo mantém uma temperatura óptima para que enraízem rapidamente.
Por agora, plante apenas exemplares cultivados em vasos.
Sumerja o vaso em água um dia antes e cave um furo. Depois, deite no fundo adubo de libertação lenta. Retire a planta do vaso, coloque-a na cova e já está! Agora é só esperar para ver a sua planta crescer.

Flores outonais

Veja o que tem que fazer em setembro para ter as flores mais bonitas

Flores outonais
Setembro é muito mais do que o regresso às rotinas e à normalidade. Está na altura de começar a preparar o terreno para as suas espécies outonais. Mantenha o jardim livre de daninhas e adote uma série de medidas preventivas para que as infestantes não voltem a surgir.
Deste modo, todas as espécies se desenvolvem sem problemas. Trabalhe superficialmente o solo para que as raízes das plantas ornamentais não fiquem prejudicadas mas não toque nos ramos. Comece por limpar um caminho ou a partir de uma zona de passagem para não pisar o solo desnecessariamente. Nos jardins inclinados, cave de cima para baixo para evitar o deslizamento de terras.
Para ter escaramujos, não corte as rosas secas
Muitas variedades de rosas continuam a florescer durante várias semanas mas além disso ainda tem o aliciante dos escaramujos. Trata-se de frutos redondos, normalmente vermelhos, que algumas variedades desenvolvem a partir de finais do verão até metade do inverno.
A única condição para desfrutar destas bagas é não cortar as flores murchas. Os escaramujos mais bonitos são os de rosa canina, rosa rugosa, rosa longicuspis, rosa moyesii, rosa pimpinellifolia, rosa glauca e rosa pomifera.
O que fazer com os gladíolos
Os gladíolos (gladiolus communis) chegaram ao fim há semanas depois de terem oferecido elegantes varas com flores. O que fazer agora com estas plantas? Vale a pena guardar para o próximo ano. Mas apenas pode deixar os bolbos na terra se vive numa zona de clima temperado.
Se não é este o caso, extraia as plantas do terreno, corte as folhas deixando apenas um pequenos ramo, sacuda a terra e coloque-os em local seco. Quando os restantes ramos estiverem secos,
corte-os. Conserve os bolbos saudáveis num saco de papel, longe do frio.
Plantas débeis? Veja o que deve fazer
Cave o terreno para remover a terra e arejá-la. Enterre rente ao solo um recipiente com água e óleo até à borda. No dia seguinte, poderá ver pequenas lagartas afogadas. Estas são as responsáveis pela perca de força das flores porque mordem os bolbos e as raízes. Entre as pragas do solo mais graves encontram-se a lagarta cinzenta e branca que gostam sobretudo de terrenos húmidos.

Plantas de interior mais vivazes

O verão deixou marcas nas espécies que cultiva? Veja o que pode (e deve) fazer para remediar

Plantas de interior mais vivazes
Depois das férias de verão e de um, porventura, menor cuidado que tenham tido, é normal que os seus exemplares tenham perdido a cor e apresentem os ramos torcidos, porque estiveram na penumbra.
Dê-lhes mais luz. Para que voltem a recuperar o aspeto anterior, dê-lhes mais claridade (evitando a exposição direta nos dias de maior calor) e corte os ramos compridos e sem folhas.
Existem, contudo, outros cuidados a ter para as proteger:
- Cuidados gerais
Trate de arranjar um a zona exclusiva para recuperar plantas afetadas, remova os substratos, sumerja-as em água, pode tudo o que estiver seco e borrife.
- Evite as correntes de ar
O ar é essencial para que as plantas respirem. Mas não confunda ar com correntes de ar. Estas, podem dar lugar à queda de folhas, flores ou gemas. Evite-as!
- Redecore os canteiros
Teve baixas nas suas plantas? Em caso afirmativo, faça novas aquisições. Se prefere cor, opte pelas bolbosas de Outono e não esqueça as de primavera, como crocus e jacintos, cujos bolbos pode plantar já.
- Ponha-as ao fresco
Durante este mês ainda pode manter no terraço plantas como yucas, ficus ou chefleras mas
recorde-se que o vento ou a chuva não lhe são benéficos. Limpe o pó das folhas.
- Trate os gerânios
A borboleta africana ainda pode estragar os gerânios, perfurando os ramos e comendo as flores e folhas. Pode as zonas afetadas, regularize as regas e ao primeiro sintoma aplique insecticida
anti-praga do gerânio.
- Elimine as folhas amarelas
Durante a sua ausência é natural que as plantas se tenham ressentido, apesar de todos os cuidados prévios. É frequente encontrar folhas amarelas ou caídas, raquitismos e outras maleitas.
- Cuide dos seus gerânios
Os gerânios e outras espécies que gostam de sol ainda podem dar muita cor. Mas para isso não pode descuidar as tarefas de manutenção que eles exigem. Se o sol provoca queimaduras nas folhas, elimine-as de seguida. Retire também as flores murchas.
- Outras tarefas
Remova superficialmente o substrato para evitar a formação de crosta e o manter solto. Junte adubo pela última vez esta época. Suspenda já as aplicações para evitar o crescimento excessivo da vegetação. Continue as regas, porque ainda está calor, mas de forma mais espaçada, uma vez que a temperatura não é tão elevada.

Porque as suas flores merecem

Veja o que tem de fazer no seu jardim durante o mês de setembro

Porque as suas flores merecem
Setembro é (muito) mais do que o regresso às aulas e ao trabalho. A reta final do verão exige cuidados acrescidos. Arregace, por isso, as mangas e mãos à obra!
Corte as flores murchas
A limpeza das plantas é indispensável, uma vez que serve para manter o jardim em ordem e apara atrasar os sinais de decadência. Com a tesoura, retire todas as flores murchas.
Recolha sementes
Se no próximo ano pretende desfrutar de flores por pouco dinheiro, recolha sementes de cardos e gramíneas, entre outras plantas. Guarde-as num local seco e ventilado.
Instale tutores
Algumas espécies, como os crisântemos e as dálias, desenvolvem grandes flores cujo peso é excessivo para os ramos. Coloque tutores de bambu presos com pedaços de couro para os manter direitos.
Reduza a rega
Se na sua região faz calor e não chove, continue a regar uma vez por semana. Mas nas zonas onde começam a surgir as chuvas de Outono e a temperatura já é mais baixa, reduza a rega pouco a pouco.
Adube as rosas
Esta é uma boa altura para fazer uma nova aplicação de fertilizante nas rosas. Escolha adubo especial para roseiras, aplique na base e depois regue a planta.

Arranque os botões secundários

As dálias (Dahlia) e os crisântemos (Chrysanthemum) alcançam o seu esplendor no final do verão ou no início do outono. O solo deve estar sempre húmido. Para conseguir flores maiores do que o habitual, arranque os botões florais secundários que nascem por debaixo do botão central.
Divida as plantas rizomatosas
Este é um daqueles procedimentos que podem fazer muito pela saúde e beleza do seu jardim. Terminado o desenvolvimento das plantas do maciço, estas necessitam de nova energia para o próximo ano.
No caso de plantas rizomatosas, como é o caso do lírio, deve fazer divisão porque o sistema radicular está morto. Estes são os passos que deve seguir para o fazer:
- Desenterre os rizomas com a forquilha e limpe a terra das raízes. Elimine os ramos velhos.
- Reduza o comprimento das raízes a cinco ou sete centímetros e corte as folhas para diminuir a perda de água.
- Plante os rizomas em solo adubado sobre um lombo de terra entre dois regos, enterrando as raízes em duas covas laterais.
- Cubra com terra e pressione. Regue profusamente para a planta assentar e não ficarem bolsas de ar.

Como combater os golpes de calor

Descuidou-se e deixou queimar as suas plantas? Pode ser que ainda as consiga salvar!

Como combater os golpes de calor
Esta altura é terrível. Se se descuidar, sobretudo com a rega, as plantas podem sofrer insolação e ficar desidratadas, apresentando um aspeto feio e desolador.
Mas nem tudo pode estar perdido. Ainda pode haver uma oportunidade!
Caso ainda não seja demasiado tarde, pode recuperar as plantas seguindo estes conselhos:
- Corte o murcho
O primeiro a fazer é cortar todas as partes que secaram. Comece pelas zonas exteriores e vá avançando para o interior da planta.
- Coloque de molho
De seguida, coloque em água os vasos ou jardineiras até que o torrão de raízes fique completamente empapado. Utilize alguidares grandes cheios de água.
- Junte gravilha
Deixe escorrer o excesso de água e deite por cima do substrato uma capa de gravilha ou pedaços de barro para reduzir a evaporação.
- Borrife com água
Para terminar, coloque as plantas afetadas á sombra e longe de correntes de ar. Umas horas depois, borrife água sobre a folhagem mas sem molhar as flores.
- Recorra a um sistema de rega
Para evitar que as plantas passem sede, instale um sistema de rega automática para o verão, sobretudo se se ausentar por várias semanas. Se o programador é elétrico, assegure-se que também funciona a bateria. Assim, pode ficar descansado em caso de falta de corrente elétrica por que não deixará de funcionar.
- Não adube
As suas plantas têm que recuperar de um trauma muito forte. Por isso, não as adube de imediato. Só quando começarem a dar sinais de que estão a brotar de novo lhes pode administrar fertilizante químico para que ganhem força.
Se não pode mudar uma planta de lugar para que esta recupere, recorra a métodos de sombreamento para aumentar o grau de sombra e de proteção das suas plantas, sobretudo das mais sensíveis.
Pode, por exemplo, colocar um toldo ou uma rede sobre os vasos ou sobre os canteiros. Uma capa de cobertura na base dos exemplares mais sensíveis também ajuda a reter mais tempo a humidade das regas, o que acaba por ser benéfico para as plantas nos períodos de tempo quente. 
FONTE: SAPOMULHER, REVISTA JARDINS

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Como criar um terraço mediterrânico